Browsing Tag

Afiliação

Marketing de Afiliados,

Afiliado orgânico: o que é e como se tornar?

Nós da Confilio — empresa de Marketing de Performance — vamos contar tudo sobre o programa de afiliados e o afiliado orgânico. Se você tem interesse nessa área e quer se tornar um afiliado para trabalhar com a internet, então está no lugar certo.

O que é programa de afiliado? O que é afiliado orgânico?

Em primeiro lugar, antes de saber o que é afiliado orgânico você precisa entender como funciona um programa de afiliados.

Um programa de afiliados é uma estratégia do Marketing Digital realizada na internet que envolve empresas e produtores de conteúdo.

Basicamente, uma agência de Marketing intermedia as performances das campanhas das empresas nos sites dos produtores.

Qualquer anúncio pode se tornar uma campanha e pode ser anunciada nas páginas dos afiliados seja em site, blog, mídias sociais e outros meios.

Afinal, o que é afiliado orgânico?

Agora que você entendeu o que é e como funciona um programa de afiliados, então pode aprender o conceito do afiliado orgânico e como se tornar um.

Um afiliado orgânico é aquele que quer trabalhar com a internet em casa e não tem um valor inicial para impulsionar sua página, site, blog ou mídia social.

Sendo assim, ele precisa conseguir audiência orgânica — estratégia que não possui nenhum investimento direto em dinheiro.

Ele precisa dessa audiência orgânica para receber os anúncios das empresas e, portanto, recebe uma comissão.

Como se tornar um afiliado orgânico?

Não é uma tarefa fácil se tornar um afiliado orgânico, principalmente no início. Porém, ao obter os resultados, é possível ganhar dinheiro com essa estratégia.

Criamos um passo a passo para dar início a sua vida como afiliado orgânico. Confira!

1. Crie sua página

Sem dúvida, o primeiro passo para se tornar um afiliado orgânico é criando sua página na internet em algum meio digital.

Escolha a plataforma que você tiver mais afinidade para desenvolver melhor seu trabalho como produtor de conteúdo.

 2. Divulgue o máximo que puder

Compartilhe nas redes sociais, crie grupos no Facebook sobre o assunto da página e envie para amigos nos aplicativos de bate papo.

Além disso, comente sobre sua página em fóruns de discussão ou páginas de perguntas — sempre relacionadas com o tema do seu conteúdo.

3. Crie um blog

Um blog serve para atrair tráfego orgânico — resultados nas primeiras posições nas buscas no Google, abaixo dos links patrocinados.

Ele pode ser uma ótima forma de atrair audiência para as páginas que possuem anúncios, inclusive, por meio de links e banners.

4. Estude Marketing Digital e técnicas de vendas

Existem milhares de cursos online na internet de graça. Procure entender essa área para aplicar seus aprendizados no dia a dia.

Assista vídeos, palestras, cursos online, debates, tudo sobre Marketing Digital. Além de dicas para vender mais em todos os meios digitais.

Quem pode se tornar um afiliado orgânico?

Todo mundo pode se tornar um afiliado orgânico na internet, principalmente aqueles que estão insatisfeitos com o trabalho ou que desejam uma renda extra.

Enfim, essas sãos algumas dicas para se tornar um afiliado orgânico. Quer fazer parte da Rede de Afiliados da Confilio, então clique aqui.

Marketing de Afiliados,

Marketing de Afiliados na Black Friday pode alavancar suas vendas

Sem dúvida, a Black Friday por si só aumenta as vendas de muitas empresas. Porém, para lucrar ainda mais nessa data — que no varejo brasileiro só perde para o Natal —, nós da Confilio vamos mostrar que o Marketing de Afiliados na Black Friday pode aquecer suas vendas.

Marketing de Afiliados na Black Friday

Em primeiro lugar, antes de saber como Marketing de Afiliados na Black Friday podem juntas alavancar suas vendas, é preciso entender o que eles são.

O Marketing de Afiliados é uma estratégia utilizada por empresas e publishers (blogueiros, escritores, entre outros) que possuem um mesmo objetivo: ganhar dinheiro.

Dessa forma, o publisher divulga em sua página um anúncio de uma empresa e ganha uma comissão se ação acordada antes for concluída, como um clique ou compra do produto.

O que é Black Friday?

Provavelmente, você já ouviu falar sobre Black Friday. Essa data, comemorada na última sexta-feira do mês de novembro, é utilizada pelas empresas para fazer promoções e descontos imperdíveis.

Sendo assim, as vendas de produtos e contratações de serviços podem aumentar algumas semanas antes e durante a Black Friday.

Marketing de Afiliados na Black Friday

Se os preços caem durante a Black Friday, então os afiliados podem ter mais conversões e ganhar mais comissões com as vendas.

Sendo assim, as empresas e marcas também ganham mais com o aumento dos cliques e vendas nos sites dos seus afiliados.

O que os afiliados podem fazer na Black Friday?

Se o momento é propício para os usuários comprarem mais, já que os preços estão menores e mais atrativos. Então saiba como lucrar ainda mais na Black Friday, logo abaixo.

1. Antecipe as estratégias

Como a Black Friday é uma data marcada e aguardada pelos usuários, as chances de vender mais são grandes.

Portanto, antecipar os anúncios de promoções algumas semanas ou dias antes da sexta-feira mais aguardada do ano é uma estratégia inteligente.

As pessoas já começam a pesquisar os preços alguns dias antes da Black Friday e podem antecipar as compras.

2. Avise seus publishers

Monte uma estratégia e envie para seus afiliados antecipadamente. Lembre-se que a concorrência também é alta nesta época, então sai na frente dos concorrentes.

Se possível, repagine a comunicação visual do seu site e mantenha visível os banners sobre a Black Friday.

Imagina que quanto mais divulgação dos seus anúncios através dos afiliados, mais destaque para sua empresa em comparação com outros anunciantes.

3. Site preparado para tráfego

Não dá para ficar fora do ar em um dos dias que seu site pode receber mais acessos. Afinal, os anúncios dos afiliados serão linkados para uma página do seu domínio.

Procure verificar todas as configurações, atualizações e otimizações do seu site algumas semanas antes da Black Friday — evitando a lentidão e a retirada do ar.

O importante é ter em mente que os usuários que entrarem no seu site durante a Black Friday, se ficarem satisfeitos, podem voltar mais vezes no seu site ao longo do ano.

E aí, vai investir no Marketing de Afiliados na Black Friday? Conte nos comentários! Aproveita e faça parte da nossa Rede de Afiliados, clicando aqui!

Marketing de Afiliados,

Descubra os 3 tipos de afiliados presentes no mercado

Você já conhece o universo da rede de afiliados? Nós da Confilio, empresa de Marketing de Performance, vamos explicar como esse segmento funciona e quais os tipos de afiliados. Confira, logo abaixo!

Quais são os tipos de afiliados?

Antes de saber quais são os tipos de afiliados é preciso entender como funciona a rede formada por eles.

Um afiliado é um divulgador de produtos/serviços de terceiros por meio de sites, blogs, redes sociais e outras plataformas.

Esse divulgador faz parte da rede de afiliados que precisa da negociação de empresas anunciantes e agências de Marketing.

Mas, afinal, quais são os tipos de afiliados?

Agora vamos explicar os tipos de afiliados para você entender as características diferentes que cada um possui.

1. Afiliado autoridade

O afiliado autoridade é aquele que é reconhecido pelo seu público e tem credibilidade quando divulga um produto.

Geralmente, ele trabalha com blog e redes sociais para ganhar audiência e construir uma base sólida de leads, que serão usados mais tarde para conversão de vendas.

Esse afiliado precisa ser especialista no assunto e buscar estratégias que tragam mais notoriedade para seu site/blog ou rede social — através de conteúdo SEO, frequência nas postagens e outros planos.

2. Afiliado árbitro

O afiliado árbitro utiliza os anúncios e campanhas pagas para atingir seu público alvo — a fim de ser reconhecido por esse nicho.

Ele precisa entender como gerenciar as campanhas, ter conhecimento em investimento, saber utilizar as ferramentas de divulgação, entre outras estratégias digitais.

Esse afiliado não precisa ser especialista no seu nicho de atuação, já que utiliza ferramentas de divulgação rápidas e fáceis.

3. Afiliado Renda Extra ou Revendedor

Esse tipo de afiliado, como o próprio nome diz, é destinado para quem está procurando uma fonte de renda extra.

O afiliado renda extra utiliza a sua própria base de dados e as conhece muito bem. Dessa forma, ele procura produtos nas plataformas com o objetivo de entregar o que seu público precisa.

O afiliado revendedor, como também pode ser chamado, começa gastando muito pouco e passa a utilizar o mercado de infoprodutos.

Qual o melhor tipo de afiliado?

Agora que você viu as 3 opções de afiliado que existem, então pode ter ficado na dúvida em qual apostar.

Não é uma escolha fácil, mas estude com calma as tarefas e vantagens que cada tipo de afiliado precisa seguir para saber se tem o seu perfil.

Se você escolher um tipo de afiliado para seguir, mas no caminho ver que não tem habilidade para exercer as funções, então escolha outro tipo e tente novamente.

O que precisa fazer para se tornar um afiliado?

Nos 3 tipos de afiliados é necessário ter uma fonte de divulgação na internet para vender ou revender produtos físicos e digitais ou para anunciar as campanhas dos anunciantes.

Portanto, um dos quesitos básicos que o afiliado precisa seguir é ter um site, blog, rede social, entre outras plataformas de divulgação.

Enfim, agora que você sabe quais são os tipos de afiliados, então pode começar sua carreira já! Aproveite e clique aqui para fazer parte da rede de afiliados da Confilio.

Marketing Digital,

Aprenda 5 formas de ter uma renda extra online

Sentiu que orçamento está apertado e está procurando uma renda extra online? Nós da Confilio podemos te ajudar. Selecionamos algumas formas de ganhar dinheiro na internet e você confere, logo abaixo!

O que é renda extra online?

Se você ouviu falar sobre ganhar uma renda extra online ou trabalhar na internet, mas não sabe muito bem como funciona, então está no lugar certo.

Ganhar dinheiro na internet está relacionado com trabalhos que podem ser feitos online.

Em outras palavras, tirar uma renda extra online significa vender ou produzir conteúdo na internet e receber por isso.

Se você está interessado em trabalhar na internet e ganhar dinheiro com isso, nossas dicas (abaixo) podem ajudar.

1. Se torne um Afiliado

Você sabe o que é um Afiliado? Um Afiliado é um usuário que vende “espaços de publicidade” no seu site ou página na internet.

Esses espaços são vendidos para empresas que querem divulgar um produto ou oferta. E precisam de páginas que possuem engajamento e o mesmo perfil de público.

Para se tornar um Afiliado você só precisa de uma página na internet em qualquer plataforma.

2. Faça parte de uma Rede de Afiliação

Agora que você sabe o que é um Afiliado, então pode entender como funciona uma Rede Afiliação.

Essa rede funciona como um intermédio entre os produtores de conteúdo (blogueiros, youtubers e outros tipos), empresas de Marketing Direto e anunciantes.

Para entender melhor, veja o exemplo:

Um blogueiro de moda se torna Afiliado de uma Rede de Afiliação, que faz a intermediação, recebe anúncios de uma empresa anunciante do universo da moda para anunciar no seu Blog.

Sendo assim, criadores de conteúdo, agência de Marketing e anunciantes ganham com a Rede de Afiliação.

3. Se torne um infoprodutor

Pessoas que são criativas, gostam de criar coisas novas ou dominam uma área muito bem podem se tornar um infoprodutor.

Infoprodutor é um usuário na internet que cria e vende um produto digital, geralmente oferecendo informação.

Os tipos mais comuns de infoprodutos são e-books, vídeo-aulas, softwares, músicas, apostilas e outros formatos online.

Esses infoprodutos podem ser vendidos para serem “usados” online ou baixados como download.

4. Faça um site ou crie um Blog

Uma das formas de se tornar um Afiliado, participar de uma Rede de Afiliação ou vender um infoproduto é criando um site ou Blog.

Se você é da área de criação de conteúdo (jornalismo, publicitário, designer…) ou se você domina um assunto muito bem e sabe escrever sobre ele, então crie um site ou Blog.

Se você não domina muito a arte da escrita, então pode fazer um curso para aprimorar essa qualificação.

5. Se torne um Youtuber

Se você não gosta de escrever e prefere falar, então precisa se tornar um Youtuber.

Nos últimos anos, as pessoas passaram a consumir mais vídeos na internet em comparação com o consumo de TV, por exemplo.

Veja qual o assunto que você domina, então grave e edite vídeos para o YouTube.

Além de receber pelo número de visualização na plataforma e propaganda de anunciantes, você ainda pode ganhar com a monetização do Google Adsense (empresa de anúncios do Google).

E aí, quer ganhar uma renda extra online? Quer saber mais sobre Rede de Afiliação? Então conheça a empresa Confilio e se torne um Afiliado, clicando aqui.

Marketing de Afiliados,

8 dicas sobre como conseguir afiliados para o seu produto

Você é empreendedor digital e quer saber como conseguir afiliados para os seus produtos e infoprodutos? Então está no lugar certo! Isso porque nós da Confilio vamos dar algumas dicas para você atrair afiliados. Saiba como!

Como conseguir afiliados?

Antes de darmos as dicas sobre como conseguir afiliados, vamos explicar como funciona o programa de afiliados e o que configura como tal.

Um afiliado é um usuário que vende produtos ou infoprodutos de outras pessoas. Sendo que, infoprodutos são produtos não palpáveis, como e-books, cursos online e outros.

Como trabalhar como afiliado?

Existem pessoas que trabalham como afiliado para conseguirem uma renda extra ou profissionalmente, como única renda.

Para se tornar um afiliado, o usuário precisa de uma página para divulgar os anúncios das empresas.

Ter um blog pode ser uma boa opção para divulgar os produtos digitais e físicos, já que pode oferecer conteúdo para os usuários e ainda utilizar técnicas como o SEO para atrair mais visitantes.

O que é um programa de afiliados?

Um programa de afiliados é o nome dado para o serviço de publicidade na internet entre usuários e empresas.

A forma de pagamento é estipulada anteriormente e concordada entre ambas as partes. Veja aqui as formas de pagamento, clicando aqui.

Mas, afinal, como conseguir afiliados?

Se você chegou até aqui é que sabe o que é um afiliado e como funciona uma rede de afiliados.

Então, agora é hora de contarmos as dicas sobre como conseguir afiliados. São elas:

  1. Tenha um bom produto

Vender um bom produto é fácil! Se seu produto for atraente e funcional, então já está no caminho certo.

  1. Boa imagem

Não adianta o produto ser bom se você não sabe como valorizá-lo. Então, capriche na foto para enaltecer a beleza do seu produto e atrair cliques.

  1. Informações relevantes

O mesmo caso do quesito anterior. É preciso que você saiba descrever bem o seu produto, de forma atraente e verdadeira. Seja claro e objetivo!

  1. Use grupos e fóruns

Procure grupos e fóruns para encontrar afiliados interessados em divulgar o seu produto.

As chances de encontrar pessoas com interesses parecidos com o seu produto são maiores nesses grupos.

  1. Networking

O velho networking ainda é uma ótima estratégia para conseguir fechar negócios. Vá em feiras, congressos e eventos relacionados a sua área para atrair afiliados.

  1. Bom relacionamento com seus afiliados

Crie um bom relacionamento com seus afiliados, proponhas coisas diferentes e exclusivas para cada um deles.

Saber o que seu afiliado precisa é uma boa forma de montar sua rede de afiliados consolidada.

  1. Renumeração justa

Seja justo com o pagamento dos seus afiliados. É importante entender os tipos de comissão para que ele fique satisfeito com o pagamento e você também.

  1. Divulgue seu produto como afiliado

Só você conhece tão bem o seu produto, então venda-o como um afiliado? Crie uma página na internet com conteúdo e faça a divulgação.

Diante disso, agora você sabe como conseguir afiliados para divulgar o seu produto. Então, aproveite e conheça as vantagens dos serviços que a Confilio, empresa de Marketing de Performance, pode oferecer para você. Seja também um anunciante da nossa rede de afiliado, clicando aqui!

Marketing de Afiliados,

Como começar a trabalhar como Afiliado? Aprenda 4 dicas

Se você está procurando uma nova oportunidade de trabalho na internet e quer investir em algo que está fazendo sucesso nos últimos anos, então precisa saber como começar a trabalhar como Afiliado. Confira!

Como começar a trabalhar como Afiliado?

Nós da Confilio, empresa de marketing em performance, vamos dar as dicas para você aprender como começar a trabalhar como Afiliado — área que está em ascensão no mundo todo.

O que é Afiliado?

Em primeiro lugar, se você já ouviu falar sobre Afiliado, mas ainda não sabe exatamente o que é, então precisa aprender.

Afiliado é como se fosse um revendedor online, ou seja, uma pessoa que vende um produto digital, físico ou um serviço para uma empresa.

Dessa forma, os Afiliados recebem uma comissão pela venda pré-estabelecida antes de iniciar o negócio.

Portanto, o Afiliado só se preocupa em vender o produto e não faz parte da criação ou da entrega do produto para o cliente.

Tipos de Afiliados

Existem alguns tipos de Afiliados, são eles:

Afiliado autoridade

O Afiliado autoridade é aquele que trabalha com conteúdo relevante em blogs e redes sociais com um nicho específico. Geralmente, esse tipo de Afiliado trabalha com as suas estratégias.

Se o conteúdo possui qualidade e a página possui um público fiel, portanto, é provável que o Afiliado possa construir uma base sólida de leads e que possam nutri-los — afim de fazer a conversão (venda).

Afiliado árbitro

O Afiliado árbitro não necessariamente precisa ser especializado em um nicho. Ele utiliza estratégias de conversão imediata, como anúncios e campanhas pagas na internet.

Sendo assim, esse tipo de Afiliado precisa saber como criar boas campanhas. E, claro, saber mexer nas ferramentas de gerenciamento de anúncios.

Dicas sobre como começar a trabalhar como Afiliado

Agora, veja abaixo as dicas para entrar na Rede de Afiliados. São elas:

  1. Muito estudo

Para se tornar Afiliado é preciso ter conhecimento em internet. Mesmo que você não faça um curso, já existem muitas vídeo-aulas, livros e textos gratuitos online para entender melhor o mundo virtual.

Principalmente ter conhecimento sobre a plataforma que você faz seu conteúdo, que pode ser um blog, Facebook, Instagram, YouTube, entre outros.

  1. Tenha um Blog

Muitas pessoas não gostam de escrever em Blogs ou acham que ele não traz nenhum retorno. Mas, na verdade, para um Afiliado é muito importante ter um site pessoal.

Mesmo que você convide outras pessoas para escrever no seu Blog, o ideal é criar essa presença digital.

  1. Faça vídeos

Nos últimos anos, nunca foram feitos tantos vídeos na internet. Isso porque a facilidade em gravar (praticamente todos os celulares fazem isso) e postar na internet é indiscutível.

Além disso, gravar vídeos pode ser uma boa forma do seu público interagir com você e se identificar mais com o seu estilo. Pense com carinho nessa possibilidade!

  1. Base de contatos

É importante criar uma base sólida de contatos interessados no seu conteúdo. De que maneira? Utilizando E-mail Marketing e Autoresponder.

Essas ferramentas podem ajudar a deixar seu trabalho mais profissional e fará sua lista crescer rapidamente. Talvez seja o caso de contratar uma empresa especializada no assunto.

Essas foram algumas dicas que ensinam como começar a trabalhar como Afiliado.  Aproveite e conheça as vantagens dos serviços que a Confilio, empresa de Marketing de Performance, pode oferecer para você. Seja também um afiliado, clicando aqui!

Marketing de Afiliados,

Como criar um programa de afiliados para sua empresa

Montar um negócio na web tem ficado cada vez mais simples. O que não é tão simples assim é fazer com que ele comece a funcionar e gerar retorno. Afinal, depois que a plataforma está pronta, como fazer para atrair clientes? Eis aqui o grande desafio de quem empreende no mundo digital. O programa de afiliados é uma forma de trabalhar o marketing online com o apoio de uma rede de parceiros.

Neste artigo, vamos explicar direitinho o que isso significa. Aliás, vamos ensinar o passo a passo de como criar um programa de afiliados para sua empresa.

Comece a reforçar a presença da sua marca pela internet.

A seguir, você vai ver os passos para montar um programa de afiliados para a sua companhia.

O que é um programa de afiliados?

O programa de afiliados funciona assim: sabendo quem é o público-alvo que deseja atingir.

A ideia é buscar parceiros que tenham aderência com o negócio e que já tenham uma certa audiência, como jornalistas, formadores de opinião ou blogueiros.

A parceria é feita com base em metas bem definidas e, à medida que elas são alcançadas, não só a empresa, mas os afiliados também ganham com isso.

Com o modelo ganha-ganha, o objetivo da parceria pode ser aumentar o número de visitas no site da empresa, geração de leads ou conversão em vendas, por exemplo.

O tipo de comissão vai depender desse objetivo, o que faz do programa de afiliados uma forma segura de investir porque é mais fácil mensurar os resultados das ações.

Passo a passo para montar um programa de afiliados

1) Faça uma lista com os possíveis parceiros da sua empresa

O primeiro passo para estruturar um programa de afiliados é listar quem tem potencial para ser um parceiro.

Para isso, é importante ter bem delimitado o seu público-alvo (personas) e fazer uma pesquisa aprofundada, especialmente nas redes sociais e nos blogs de pessoas que têm uma audiência boa e que podem ajudar a mostrar que a sua empresa existe para as pessoas que você deseja ter como clientes.

2) Estipule as regras e comissões antes de propor a parceria

Antes de conversar com os parceiros, defina exatamente o que vai propor a eles.

Lembrando que precisa ser interessante para as duas partes envolvidas.

Deixe claro qual é o objetivo do seu negócio no momento.

Outro ponto importante é definir a forma de comissionamento, que pode ser:

  •  CPC (Custo por Clique)
  • CPL (Custo por Lead)
  • CPM (Custo por Mil Impressões)
  • CPA (Custo por Aquisição)
  • CPI (Custo por Instalação)

No CPC, uma taxa fixa é paga cada vez que uma pessoa clicar no link do afiliado que leva para o site da sua empresa.

Se a meta for gerar lead, pode-se determinar que a forma de comissionamento é o CPL.

Assim, a taxa é paga para o afiliado a cada lead que ele gerar.

Se o que você quer é gerar venda, então pode pagar uma porcentagem pré-definida por cada produto vendido a partir do link da sua loja online no site do afiliado.

3) Ofereça o material de divulgação da sua campanha

Ao propor a parceria, você precisa ter material de divulgação dos seus produtos ou serviços para deixar à disposição dos afiliados.

Releases, fotos profissionais em alta resolução, banners para sites de diversos tamanhos, material em HMTL para a confecção de newsletter, etc., vão ajudar a alcançar o melhor resultado com o discurso que você deseja.

Quanto mais discurso do afiliado estiver alinhado com o da sua empresa, melhor.

Vale a pena deixar um documento pronto com uma explicação de como você deseja que o seu negócio seja exposto.

Inclusive o que não é interessante para você. Isso ajuda a evitar conflitos e prejuízos para a marca.

Mantenha seus afiliados sempre atualizados e ofereça canais de suporte para o caso de necessidade. Tenha em mente que a empresa e os afiliados são grandes aliados. Um ajuda o outro e todos saem ganhando.

Diante disso, se você deseja trabalhar com programa de afiliados e quer mais praticidade, segurança e rapidez no processo, conte com a Confilio. A nossa plataforma já tem toda a estrutura que você precisa, com uma base de afiliados qualificada e pronta para ajudar o seu negócio a acontecer. Então, clique aqui e conheça o nosso trabalho.

Marketing Digital,

Saiba o que é mídia de performance

Estruturar o Marketing Digital da sua empresa pensando em construir uma audiência usando o tráfego orgânico pode trazer excelentes resultados. Inclusive, quando pensamos no médio e longo prazo. Mas, não podemos deixar de lado o que a mídia de performance tem a oferecer. Neste artigo, vamos explicar o que é mídia de performance. Confira!

O que é mídia de performance e quais são os principais tipos?

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que a mídia de performance pode fazer a diferença nos resultados das campanhas e também nos números em vendas. Descubra seus tipos e os pontos positivos de usá-la em prol dos seus negócios.

Mídia de performance é toda mídia paga. Aliás, ela é mais eficaz em ações que consideram o meio e o fundo do funil de vendas. Isso sem falar que ela pode ser feita em diversos canais.

Dentro da campanha de marketing, o objetivo pode ser reforço da marca, geração de leads ou mesmo o aumento das chances de conversão em vendas.

A grande vantagem da mídia de performance é a possibilidade de mensurar os resultados com precisão. Nessas ações, fica fácil avaliar comportamentos antes e depois dos cliques – impressões, número de cliques em anúncios, downloads feitos, formulários enviados, etc. – e traçar estratégias para cumprir o objetivo da campanha, aproveitando ao máximo o valor investido.

Para isso, elaborar uma estrutura sólida é fundamental. Isso significa que é importante muita pesquisa, inclusive da concorrência, além de ter clareza do público-alvo e suas personas, definir a segmentação, o discurso, a escolha do melhor canal de mídia e o volume de investimento.

Quanto mais esses detalhes estiverem bem planejados, maiores são as chances de sucesso das ações de marketing.

Com uma simples análise de qualquer campanha de mídia de performance, bem pensada e executada, pode-se observar que os números dos resultados têm relação direta com o volume de investimento, o que reforça sua eficiência.

Veja a seguir quais são os tipos de canais de mídia que é possível investir:

Tipos de mídia de performance

Para investir em mídia de performance, a sua empresa pode apostar em diferentes canais. Conheça os mais comuns e suas características básicas:

  • Google Adwords: anúncios da sua empresa são mostrados nos resultados de busca do Google, na Rede de Display e Remarketing. Toda a campanha pode ser montada e segmentada de acordo com o público e os objetivos da ação.
  • Social Media Ads: anúncios são feitos no formato de posts patrocinados nas redes sociais de maior interesse. Os maiores exemplos são o Facebook e o Instagram.
  • Rede de Afiliados: anúncios ficam disponíveis para que os afiliados credenciados na rede divulguem nos seus websites e aumentem a visibilidade de uma determinada marca. Com esse tipo de mídia, o afiliado é remunerado de acordo com o desempenho do anúncio.

Agora você já sabe o que é mídia de performance, suas vantagens e seus principais tipos. Nós da Confilio somos uma empresa de Marketing de Performance e oferecemos soluções para maximizar os resultados das campanhas da sua empresa. Clique aqui e conheça o nosso trabalho.

Marketing de Afiliados,

Principais tipos de remuneração do mercado de afiliados

Marketing de afiliados nada mais é do que a união entre as empresas que desejam aumentar suas possibilidades de vendas e os editores de conteúdo e blogueiros que querem usam seus projetos na internet para gerar renda e atrair mais leitores. Os tipos de remuneração variam, o que não muda é que com esse modelo de negócio todos ganham dinheiro com um mesmo cliente. O que acontece é que, ao divulgar e vender um produto ou serviço a partir de um determinado blog, por exemplo, a empresa e esse blog dividem o dinheiro de forma pré-determinada.

Tipos de remuneração mais comuns

1 . CPC (Custo por Clique)

Custo por Clique (CPC) é um dos tipos de remuneração em que, independente do formato de anúncio, o ganho é de acordo com os cliques que tiver aquele link em um determinado artigo ou banner, por exemplo. É definido um valor por clique e ele varia de acordo com o anunciante. Vale a pena observar também como é feita a contabilidade dos cliques caso a caso. Isso porque o afiliado pode ser remunerado por cada clique e por IP ou a cada dois cliques de um mesmo IP.

2 . CPA (Custo por Ação)

Outro dos tipos de remuneração do marketing de afiliados é o CPA (Custo por Ação). Nesse caso, o anunciante decide a ação a ser paga para o afiliado, que pode ser um cadastro, uma instalação ou um download, por exemplo. A partir daí, cada cadastro realizado, instalação feita ou arquivo baixado tem um custo fixo.

 3 . CPL (Custo por Lead válida)

O Custo por Lead válida (CPL) é parecido com o CPA, o que muda é que a ação precisa ser validada posteriormente. Por exemplo: o anunciante vai pagar por cada cadastro realizado em uma determinada plataforma, desde que esse cadastro cumpra algum requisito e seja “aceito”.

Dessa forma, mesmo que o cadastro seja feito, se as regras de validação da campanha não forem cumpridas, o afiliado não ganha nada.

4 . CPM (Custo por Mil Impressões)

Tem também o Custo por Mil Impressões (CPM). Esse é um tipo de remuneração que funciona apenas para aplicação de banners em sites. Nesse caso, é definido um custo fixo para cada mil impressões. Cada impressão significa cada vez que esse banner é visto por um usuário. O número de impressões pode ser equiparado ao número de page views de um site ou blog, desde que o banner esteja em todas as páginas. Não importa se o usuário clica ou não nesse banner.

 5 . CPV (Custo por Venda)

Por último, tem o Custo por Venda (CPV) ou Custo por Aquisição. Nesse tipo de remuneração, os afiliados ganham uma porcentagem das vendas realizadas pelo anunciante. Por exemplo: um blogueiro afiliado se inscreve em uma campanha que paga 20% de comissão para cada venda realizada. Se em um mês esse blogueiro conseguir converter e vender R$ 1000,00, ele ganha R$ 200,00 de comissão.

Mudanças tributárias a partir do mês de abril de 2018

A partir do dia 1 de abril de 2018, produtores de conteúdo que exercerem veiculação de publicidade precisam ser Pessoa Jurídica.

Ou seja, isso significa que para ser um afiliado em qualquer plataforma. Além disso, para receber a sua parte nas vendas é preciso ter um CNPJ.

Além de estar habilitado para emitir nota de prestação de serviços que considere:

  • Inserção de textos;
  • Desenhos;
  • Outros materiais de propaganda e publicidade.

No caso da Confilio, o pagamento de comissões aos afiliados é feito em 15 dias após o fechamento de cada mês. Essa medida foi tomada a partir de uma lei federal.

Veja a seguir quais são os tipos de remuneração mais comuns do setor de marketing de afiliados e escolha o melhor para a sua campanha e o seu projeto:

Diante disso, gostou de entender melhor os tipos de remuneração do mercado de marketing de afiliados? Então, deixe um comentário com a sua opinião.